Somos todos iguais

Se você concorda com o título do texto, não deixe de ler ele. É bem provável que você também já tenha passado por algum tipo de preconceito de alguma pessoa ou até mais de uma pessoa. No dicionário a palavra preconceito diz respeito a uma atitude discriminatória  com relação a cor, cultura, religiões, lugares ou tradições. Podemos ainda enfatizar outros tipos de preconceito que existe como altura, peso, tipo de cabelo, ou até mesmo o comportamento da pessoa. Claro que só é considerado preconceito quando vê um ato de descriminação com o que foi praticado.

Esse texto na verdade é apenas um começo de algo que eu pretendo passar a minha futura geração, como se fosse uma carta para os meus filhos, mas resolvi fazer de uma forma mais abrangente para todos se auto analisar.

O que eu e meu futuro marido vamos ensinar para nossos filhos é o que foi dito aí em cima. Dizer a eles que o que faz eles diferentes de quem pratica algum preconceito é o AMOR. Vamos ensinar a eles que acima de tudo o AMOR é o sentimento mais puro, verdadeiro e incomparável que existe, e esse amor verdadeiro ele só une e não do contrário. Vamos contar a eles que independentemente da cor que eles veio ao mundo, eles não são melhores do que outros por isso, e nem pelo peso ou pela altura. Vamos ensiná-los que eles tem um Deus que os ama acima de qualquer coisa, e Deus os escolheu muito antes deles pensarem em nascer e que ele já havia pensado em cada detalhe de como eles seriam. Vamos ensinar que independente do lugar em que eles nascerem ou forem morar, posição social não faz eles melhores que ninguém. Sim, vamos falar tudo isso mesmo sabendo o mundo em que vivemos. Vamos plantar AMOR, para ver a colheita do amor. Tudo o que você semeia, você irá colher. Quero que eles passem adiante, que eles nunca deixem de praticar cada item. 

Com certeza um dia ou outro eles irão sofrer algum tipo de preconceito, mais ainda insistiremos em dizer para eles fazerem a diferença: “Filha(o), continue acreditando e vivendo o AMOR, não deixe que atitudes negativas e sem amor, atrapalhem vocês em algo. Em tudo sempre o que fizerem, coloque AMOR. Na mais simples atitude, coloque amor. Até mesmo as pessoas que um dia falarem algo sobre vocês, perdoem essas pessoas. Perdoem elas todo dia. No começo vocês ainda vão sentir tristeza ou raiva, ou algum outro sentimento, mas se vocês liberarem perdão todos os dias, com o tempo o sentimento ruim não mais existirá, e vocês estarão plantando amor. Mamãe e Papai ficará feliz.”

Uma carta para mim, para você querido leitor, e para meus filhos no futuro e os de vocês também. Para haver mudanças no mundo, nós devemos fazer a nossa parte, se cada um fizer um pouco, já vai melhorar muito.

Não julgue, não descrimine. Respeite sempre e lembre-se: EM TUDO SEMPRE, AMOR.

Comente

Comentários

Tenho 26 anos. Sou do interior de Minas Gerais. Graduada em Administração e congrego na igreja Sal da Terra de Ituiutaba. Apesar do meu universo com a ADM, sempre gostei de tudo que envolve artes: música, moda, leitura… Gosto muito do simples. Falar com atitudes, se expressar com olhares. Que eu possa ser um instrumento de Deus na vida de vocês e vocês na minha.