Morte por sufocamento

“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.”  – Filipenses 4:6

Ter ansiedade é como morrer por sufocamento ou afogamento, é uma morte lenta que pouco a pouco vai tirando nosso ar.

Devemos saber de antemão que todas as pessoas sofrem. Todo mundo carrega algo dentro do peito que traz alguma infelicidade, e em algum momento da vida, aquela tristeza se sobressai.

Nas situações difíceis oscilamos entre a fé e o medo, e a crise revela o que está no nosso coração.

Tiveram momentos em que sofri tanto por algo o qual eu não tinha controle. Mas eu sofri tanto que passei por fases de insônia e falta de fome. Às vezes as minhas crises se manifestavam de formas diferentes, e eu só queria dormir me entupir de comida! O problema é que a ansiedade traz doenças. E muita delas não tem cura. É gastrite, taquicardia, pressão alta, depressão, vários males.

Não devemos vier com um pé no presente e outro no futuro, tampouco com um pé no presente e outro no passado – Assim que nos arrependermos dos nossos erros, devemos pedir perdão a Deus, e Ele sempre nos perdoará, sempre, sempre, não importa o quão fundo esteja o poço em que estivermos -.

Afinal, não é atoa que o presente se chama: “PRE-SEN-TE”.

“Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?

E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?” – Mateus 6:25-27

O futuro é algo incerto demais para lançarmos nossas expectativas nele.

É correto fazer planos, sonhar e organizar, mas tendo em mente que nossos planos podem acontecer ou não.

Pequenos e simples acontecimentos podem mudar o curso da nossa história, mas Deus continua inabalável, seu amor e cuidado é o que de fato temos certeza.

A ansiedade não é um fruto só da sociedade dos tempos modernos, Jesus já havia ensinado aos seus discípulos sobre a ansiedade há muitos anos atrás. Os tempos se passaram, mas a ansiedade é a mesma, tem a mesma raiz. As pessoas são outras, mas as manias são as mesmas, a vontade de controlar o mundo é a mesma. A inútil necessidade de controlar o curso da vida e as circunstâncias. Sendo assim, a passagem de Mateus 6 se aplica nos dias de hoje. Tudo o que Deus criou permanece seguindo a mesma ordem natural, todos os dias há dia e noite, e os dias possuem sol, as noites possuem lua e estrelas, há chuva, há verão, inverno, há animais, há reprodução, há alegrias e há choros. TUDO ESTÁ SOB CONTROLE DE DEUS. ELE CUIDOU DA CRIAÇÃO E CUIDA ATÉ HOJE E ESTÁ CUIDANDO DE NÓS.

A nossa confiança em Deus deve ser inabalável.

Pensar demais no futuro é fruto da nossa atual forma (errada) de vida, estamos todo o tempo querendo alcançar a perfeição e nunca estamos satisfeitos com nada. Queremos o emprego dos sonhos, o marido dos sonhos e até mesmo a igreja dos sonhos. Queremos comprar coisas, as quais não têm dinheiro suficiente e quando conseguimos comprar aquele item tão desejado a tecnologia já avançou e aquilo já está ultrapassado. Quando focamos a nossa mente no futuro acabamos perdendo a vontade de viver o presente.

Nosso presente se passa enquanto estamos ocupados demais com outras coisas.

Através da oração não vamos descobrir o futuro, mas sim o nosso próximo passo.

“Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo coração.” Mc 10.17

Meu desejo hoje é que saibamos a diferença entre aquilo que está no nosso controle e exige uma ação e aquilo que foge completamente do nosso controle. E então entregarmos a Deus!

Comente

Comentários

Uma designer mineira, 26 anos, podem me chamar de Mica. Luto contra eu mesma todos os dias. Às vezes ganho, às vezes perco… mas não desisto. Esperem de mim um bocado de textos sobre arte, flores, fé, receitas de bolo, amores e mimimi.