Você não é tão importante assim

Às vezes nos deparamos com momentos na vida em que é preciso ir embora. Largar aquele emprego que nos cobra demais, aquele relacionamento que nos prende demais, aquela cidade que nos amedronta demais, aqueles ‘amigos’ que nos usam demais. Sei lá, largar.
Em muitas destas situações ficamos com medo de partir, com receio das pessoas que vamos largar aqui, ou outras vezes temos só vontade de partir para fugir dos nossos problemas.

Mas o grande problema da vida é que nos falta coragem! 

Coragem para enfrentar ou coragem para fugir.

Não somos tão importantes assim. A nossa mãe vai viver sem a gente, nosso namorado (ex) vai chorar um ou dois dias, e depois vai continuar vivendo a sua vida. A fila anda! Ele vai encontrar outras pessoas com quem partilhar sua vida. Vá se acostumando com a ideia de que seu filho irá partir, namorar, casar, fugir, eu não sei, mas eu sei que ele vai. Ahh um dia ele vai.
Ninguém é insubstituível, temos que para com essa mania de pensar que: ‘ah o que será dele sem mim?!’ Oras, ele continuará sendo ele e tendo a vida dele pra viver, com ou sem você.
O negócio é que todo mundo vive. A vida das pessoas segue. A todo momento pessoas nascem, crescem, morrem se casam, se separam, brigam, resolvem seu problemas. Ninguém precisa de você para continuar vivendo, não somos o oxigênio de ninguém.
É chocante pensar assim, mas também libertador. 
Quem realmente gosta de você, sentirá sua falta quando você partir, mas essa mesma pessoa, vai te procurar. Ela vai te ligar, te mandar e-mail, cartas, áudios no whatsapp, sinal de fumaça, qualquer coisa, mas ela vai te procurar.
Não se prenda a aquilo que não te faz bem, vá embora daquilo que te atormenta. seja o trabalho, a relação, a galera, aquela casa, o país ou só a sala, mas vá embora, por alguns minutos, ou pela vida inteira, o que não se pode fazer é sentar e ficar vendo a vida passar. é tempo de agir.



Comente

Comentários